Tratamentos

Tratamentos

Doença Cerebral Vascular

A Doença Cerebral Vascular é a terceira causa de óbito na população adulta e a segunda causa entre as doenças cardiovasculares.

As Carótidas são as principais artérias responsáveis pela irrigação cerebral e podem ser acometidas por aterosclerose que é o acúmulo de células e gordura na parede arterial, resultando em Acidentes Vasculares Cerebrais (AVC).

A maioria dos AVC é por isquemia das artérias cerebrais e destes, alguns têm origem nas estenoses (estreitamentos) ou obstruções carotídeas, mas poderiam ser evitados se essas lesões forem detectadas e tratadas precocemente.

Após uma Isquemia Transitória (AIT) ou um AVC Isquêmico (AVCi) confirmados, qual seria o próximo passo para se detectar a presença da doença carotídea? O Ultrassom com Doppler Colorido. Confirmando a Lesão carotídea, é necessária a avaliação do Cirurgião Vascular definindo o melhor tratamento.

O tratamento pode ser: medicamentoso; cirurgia por endarterectomia (retirada cirúrgica da placa) ou uma angioplastia (dilatação cirúrgica da artéria com colocação de stent), a depender do paciente.

O tratamento irá depender da situação e do paciente, podendo ser com a utilização de Medicamentos, Endarterectomias (retirada cirúrgica da placa obstrutiva) ou por Angioplastias (dilatação da artéria).

A escolha do melhor tratamento deverá ser definida após avaliação do tipo da lesão, das condições físicas e da idade do paciente, se ele (a) apresentou um AIT, um AVCI ou se foi um “achado de exame preventivo”.

Doença Cerebral Vascular

Doença Cerebral Vascular
Doença Cerebral Vascular
Doença Cerebral Vascular
São Paulo - (11) 2373.5567 São Caetano do Sul - (11) 4221.9492
Entre em Contato

Entre em Contato