Saiba como evitar o diabetes gestacional

 

Alimentação equilibrada é fundamental para ficar longe da doença

Durante a gravidez, a ação de insulina é reduzida pelos hormônios produzidos pela placenta e, consequentemente, ocorre o aumento do nível de glicose no sangue, podendo causar o diabetes gestacional. A doença não apresenta muitos sintomas e, por isso, recomenda-se que todas as gestantes acompanhem seus os níveis de glicose (a verificação deve ser feita em jejum a partir da 24ª semana de gravidez, início do 6º mês) e façam o teste oral de tolerância à glicose.

Os principais fatores de risco para o diabetes gestacional são idade materna mais avançada, excesso de peso durante a gestação, hipertensão arterial e histórico familiar de diabetes em parentes de primeiro grau.

Mesmo nos casos de maior risco, é possível manter o controle do diabetes apenas com uma orientação nutricional adequada, por meio de uma alimentação balanceada e que contenha, no mínimo, cinco porções de frutas e verduras ao dia, de acordo com a médica nutróloga Jaqueline Costa Coelho.

Segundo a especialista, carboidratos de alta qualidade, integrais e boas fontes proteicas ajudam na saciedade e na menor liberação de glicose no organismo. Para ajudar na prevenção, as fibras são essenciais, bem como alguns micronutrientes como vitaminas C, E, selênio, flavonoides encontrados nas frutas, verduras, grãos e castanhas.

— Eles também ajudam quando a gestante já desenvolveu o diabetes, podendo mantê-lo controlado, diminuindo as chances de complicações ao longo da gravidez e reduzindo o risco de a mulher se manter diabética após o parto — completa a nutróloga.

É importante lembrar que o excesso de açúcar e outros componentes que alteram a glicemia podem causar diversos problemas para o bebê.

— A glicose na corrente sanguínea acaba lesando a parede dos vasos, as células de órgãos nobres como coração, rins, olhos e, no caso da gestante, a placenta também, entrando na corrente sanguínea do bebê e já predispondo essa criança a ser um futuro obeso ou diabético. Isso causa as complicações conhecidas de trabalho de parto prematuro, infarto silencioso (sem causar dor no peito), perda da função dos rins e cegueira — alerta.

Por isso, toda a gestante, independente saber se tem ou não diabetes gestacional, deve fazer o acompanhamento do seu peso mensalmente, praticar atividades físicas regularmente e manter uma alimentação equilibrada e rica em proteínas, vitaminas e minerais em prol de uma gestação tranquila e saudável.

Fonte: ZH Bem-Estar

Publicado na categoria: Notícias

Tags: , , , ,

Faça seu comentário

São Paulo - (11) 2373.5567 São Caetano do Sul - (11) 4221.9492
Entre em Contato

Entre em Contato